Olá Visitante






  Informações Gerais da Trilha Forquilha Quebrada - Rebas do Cerrado

FORQUILHA

4 2 6
5 3 1

Informações Gerais da Trilha

Nível de Dificuldade: DIFÍCIL

Distância: 32,1 KM

Ponto de Encontro: Estacionamento do Shopping PIER 21, Via L4 Sul, Setor de Clubes Esportivo Sul, Trecho 2, Lote 32 - Asa Sul1

(Ponto de encontro é o local que escolhemos para nos reunir para seguir em comboio de carros para o ponto de início da trilha)

Hora do Ponto de Encontro: 7:30 horas

Tolerância: 15 minutos

Ponto Zero: Sede da Fazenda Taboquinha

Duração média da trilha: 3 a 5 horas

Itens Obrigatórios: Capacete, óculos e luvas

Preparação da Bike: Calibragem dos pneus, regulagem das marchas, lubrificação da corrente, verificação dos freios.

Planilha de Navegação Rebas: Imprimir e levar a Planilha de Navegação Rebas. Aos novatos, ao chegarem à trilha, solicitem aos coordenadores do Grupo orientação de como utilizá-la.

Entenda o que é uma Planilha de Navegação Rebas clicando aqui


RECOMENDAMOS:
1) Levar água suficiente para todo o trajeto.
2) Procure ter um ótima noite de sono na véspera.
3) É recomendável não ingerir bebida alcoólica na véspera da trilha.
4) Tenha uma dieta rica em carboidratos no dia anterior ao evento.
5) Leve algum lanche para comer ao longo da trilha.
6) Leve a planilha de navegação, se houver.

7) Revise sua bike (freios, pneus, marchas, lubrifique a corrente, ...).
8) Leve um kit de ferramentas de bike (bomba de ar, remendos, câmara de ar), rádio comunicador (canal 20.12), celular, protetor solar, carteira de identidade, documento do plano de saúde e algum dinheiro para despesas esporádicas.

CURIOSIDADE

Segundo a lenda (e aqui não falamos do Gaúcho), o responsável pela criação desta trilha é o Jotapê, da Biketech, lá pelos idos de 2001/2002, sendo o nome em referência a uma propriedade rural da região. Do percurso original, um novo trecho teve de ser inserido devido à proibição de passagem em um dos imóveis da localidade. Atravessa duas vezes o rio São Bartolomeu e, por isso, é indicada para ser feita em época de seca.

A trilha tem início na sede da Fazenda Taboquinha e parte rumo Altiplano Leste. Por volta do Km 3 atravessa o rio São Bartolomeu e segue morro acima por uma subida em single track de cerca de 3 km. No alto do morro, segue por estradas de terra até região conhecida por Capão da Onça, onde passa por longa descida com cascalho e pedras. Desse ponto até a próxima travessia do rio o terreno segue alternando subidas e descidas, estradas e singles e muitos colchetes/porteiras. Depois da segunda travessia do rio, segue nova e longa subida até o Altiplano Leste, ponto em que a trilha retorna à Fazenda Taboquinha, usando a entrada do canil.

Em relação às travessias de rio, a primeira tem água a uns 80 cm, seguida de um barranco, e a segunda com água em torno de 120 cm após descer o barranco. Cabe ressaltar que para superação desses obstáculos é importante que os participantes se organizem e se ajudem. Portanto, no domingo tem banho de rio obrigatório. Aliás, para quem toma o banho semanal nos sábados, segura mais um dia e já adianta o do sábado seguinte. Para quem resolver dar um mergulho no rio (a segunda travessia é ótima para isso), faça-o somente se souber nadar e se houver mais pessoas por perto.

LOCAL DA TRILHA E VALOR DE ENTRADA

A Fazenda Taboquinha é área de turismo rural e cobra por pessoa para o ingresso em suas dependências. Portanto, todo o participante deverá levar dinheiro para pagamento na entrada da fazenda, preferencialmente trocado. Pode-se repor com sobra as calorias gastas durante a trilha no restaurante da fazenda, bem como se rehidratar com powerbeer gelada.

Os portões da fazenda abrem às 08:00hs. Tanto da entrada principal, para quem vem de São Sebastião, quanto o portão do platô do Altiplano Leste. O preço é R$ 10,00 para entrar de bicicleta e R$ 15,00 se entrar de carro. Pode pagar com cartão quem acessar pelo portão principal. Na sede da fazenda tem almoço self-service por R$ 35,00/kg.

Atenção aos seguintes pontos da PNR:

7 a 9 – km 2,84 a 3,10: primeira travessia do rio São Bartolomeu, com cerca de 80 cm de profundidade e razoável correnteza. Após o rio, segue um trecho em singletrack pouco definido até encontrar o caminho principal, que segue à esquerda subindo;

22 e 23 – km 13,87 a 14,57: descida curta e íngreme, com porteira e ponte no final. Reduza a velocidade para não estragar a porteira;

34 e 35 – km 19,32 a 19,57: segunda travessia do rio São Bartolomeu, com cerca de 120 cm de profundidade e razoável correnteza;

44 e 45 – km 27,73 a 27,97: trecho de singletrack a beira de precipício, com pontos de alto risco de queda. Desça da bike e siga a pé. Há opção para passar (carrega bike) por cima do morro.

Exploratórios

Fotos no endereço http://www.flickr.com/photos/rebasdocerrado/collections/72157614222193591/

1º exploratório – 15/08/2009: Participantes: Fábio (Bauru) e Francisco Mendes (Chico).

2º exploratório – 22/08/2009: Participantes: Celso, Edu Bürgel, Fábio (Bauru), Lucas, Luiz Cláudio, João Paulo, Marcelo e Matheus.

Reconhecimento em 2016: Arquimedes e Márcio Bittencourt.

Reconhecimento em 12/10/2018: Eric Fassheber, Iago, Bruno, Marcio Bittencourt, Renato Zorzenon, Ilda, Alexandre, Alsene + 3 (?).


TOPO

Marca registrada Rebas do Cerrado - Nota de rodapé do site

A primeira versão deste site foi desenvolvida por Eliézer Roberto Pereira, o Bob King, um dos fundadores do Rebas do Cerrado, falecido em dezembro de 2004. Uma nova versão foi elaborada por Marcelino Brandão Filho, também fundador e coordenador do grupo por 6 anos e um dos responsáveis pela introdução do jeito Rebas de organizar e conduzir nossos eventos. até seu falecimento em julho de 2013. Em homenagem aos dois fundadores procuramos manter o 'layout' original.

As marcas Rebas®, Rebas do Cerrado® e o logotipo®  do Grupo Rebas do Cerrado são Marcas Registradas® no Instituto Nacional de Propriedade Industrial(INPI). Todos os Direitos Reservados.