Vejam um ciclista, ele gosta de ajudar as pessoas e de preservar a natureza

Olá Visitante
 


  Trilha Cajuzinho - Informações, Como Chegar, Tracklog - Rebas do Cerrado

CAJUZINHO

4 2 6
5 3 1

Informações Gerais da Trilha

 

Nível de Dificuldade: MUITO DIFÍCIL - Antiga Difícil 3

Distância: 64,2 KM

Ponto de Encontro:Mcdonald’s da Candangolândia

(Ponto de encontro é o local que escolhemos para nos reunir para seguir em comboio de carros para o ponto de início da trilha)

Hora do Ponto de Encontro: 7:00 horas

Tolerância: 15 minutos

Ponto Zero: : Bar DF-290, na altura do km 10, em frente ao Clube Caiçaras

Duração média da trilha: 4 a 6 horas

Itens Obrigatórios: Capacete e Luvas

Preparação da Bike: Calibragem dos pneus, regulagem das marchas, lubrificação da corrente, verificação dos freios.

Planilha de Navegação Rebas: Imprimir e levar a Planilha de Navegação Rebas. Aos novatos, ao chegarem à trilha, solicitem aos coordenadores do Grupo orientação de como utilizá-la.

Entenda o que é uma Planilha de Navegação Rebas clicando aqui

Itens Recomendados:

1.) Levar água suficiente: entre 3 á 4 litros. Não dá para fazer um trilha difícil como essa somente com uma garrafinha de água. É comum depararmos com bikers sofrendo de pane seca. Isso não pode ocorrer pois você acabará prejudicando o seu amigo de pedal que terá que ceder água para você. Portanto, galera levem muita.... muitaaaaa, mas muitaaaa água.

2.) Procure ter um ótima noite de sono na véspera, faz toda diferença.

3) É recomendável não ingerir bebida alcoólica na véspera da trilha. É muito comum relatos de bikers que passam mal na trilha, reflexo de bebida alcoólica.

4.) Tenha uma dieta rica em carboidratos na dia anterior ao evento. Por exemplo, comer macarrão no almoço e na jantar é muito bom.

5.) Leve algum lanchinho para comer ao longo da trilha. Fundamental!

6.) Leve a planilha de navegação. Perder-se em uma trilha dessa é pauleira principalmente se você tiver que percorrer alguns km´s a mais e já estiver cansado.

7.) Leve Kit de ferramentas, bomba de ar, rádio comunicador, celular, protetor solar,carteira de identidade, documento do plano de saúde e algum dinheiro para despesas esporádicas.

Estrela Reba:
Essa trilha é geradora de Estrela Reba. Ao completá-la você passa a ter direito de afixar uma Estrela Reba Branca no seu capacete.

Outras Informações:

No final de uma trilha do Salto, conversando com alguns ciclistas que acabavam de terminar uma trilha, em particular um rapaz chamado Geison, que nos falou sobre essa região. Movidos pela curiosidade e aventura, partimos para esse desbravamento em outubro de 2012. Em grande parte do caminho, nos meses de setembro a novembro, podemos saborear deliciosos cajuzinhos do cerrado. Daí surgiu o nome para a trilha.

Apesar de um percurso longo, com 64 km, há predominância de estradões, com alguns singletracks, e a altimetria não é das mais severas, com vários trechos planos e alguns pontos com cascalho e pedras. Em períodos de chuva formam poças de água e lama pela estrada. Há algumas descidas que exigem um pouco de técnica, com valas e pedras, além de levar a bike a atingir alta velocidade. Por isso, merece maior cautela e atenção nas descidas para evitar acidentes.

A região tem uma paisagem muito bonita, com possibilidade de um gostoso banho na represa de Corumbá IV. Na altura do km 34,4 tem uma entrada à esquerda para um bar, que pode ser bom ponto de apoio para abastecer de água ou tomar um refrigerante. No km 51,5 em outro bar, à esquerda, que também pode ajudar como ponto de apoio.

Recomendações

Andar em grupo, mantendo distância do ciclista à frente nos singletracks. Usar a Planilha de Navegação Rebas – PNR – ou GPS e rádio.

Importante - Porteiras e colchetes- Manter sempre fechados.

Pontos com porteiras ou colchetes:

• Colchete no Km 23,4, ponto 21 da PNR
• Colchete no Km 25,0, ponto 23 da PNR
• Colchete no Km 26,5, ponto 25 da PNR
• Colchete no Km 27,6, ponto 28 da PNR
• Porteira no Km 30,1, ponto 31 da PNR
• Porteira no Km 33,7, ponto 38 da PNR

Exploratórios

1º exploratório: 12/10/2012
Participantes: Ada, Dida, Guga, Jorginho, Juliano Boschini, Kerubin, Luciano, Renato Zornenon e Rennis.

2º exploratório: 27/10/2012
Participantes: Bruno, Dalton, Edson, Fabiana, Fábio Alves, Fábio (Bauru), Huberlandy, Kerubin, Léo, Markus Rogério, Marta e Saulo.

3º exploratório: 25/11/2012
Participantes: Fábio (Bauru), Ivan, Kerubin e Luciano.

4º exploratório: 12/02/2013
Participantes: Adriano, Bruno, Dalton, Eustáquio, Fabiana, Fábio Alves, Fábio (Bauru), Flávio, Francisco, Gulliver, Huberlandy, Ivan, José Antonio, José Leandro, Kerubin, Leandro, Renato, Sérgio e Vinicius.
 


TOPO

Marca registrada Rebas do Cerrado - Nota de rodapé do site
Webdesigner: Débora Alves

A primeira versão deste site foi construída por Eliézer Roberto Pereira , Bob King, um dos fundadores do Rebas do Cerrado que infelizmente nos deixou em dezembro de 2004.

Posteriormente o nosso amigo Marcelino Brandão Filho, também fundador e coordenador do grupo por 6 anos, desenvolveu com dedicação ímpar uma nova versão. Marcelino faleceu em julho de 2013 e além do site deixou entre outros legados importantes a padronização dos procedimentos de operacionalização e condução dos eventos Rebas.

Mantemos a página principal o mais próximo possível do desenho original em homenagem aos dois fundadores.

As marcas Rebas® e Rebas do Cerrado®, bem como o logotipo® do grupo Rebas do Cerrado são Marcas Registradas® pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial(INPI), com todos os Direitos Reservados.